A Globalização da Advocacia


O mundo corporativo globalizado tem internalizado cada vez mais expressões e palavras estrangeiras em seu vocabulário. Tournou-se prática habitual a designação de cargos e sua hierarquia pelo padrão corporativo Americano. A troca de Diretor Executivo por CEO não é uma aparente forma de estilizar o organograma de uma empresa, mas serve para que o mercado mundial possa conhecer a estrutura da empresa falando uma mesma língua. Essa prática coopera na facilitação de due diligences (outra expressão internalizada) e operações internacionais.

A advocacia no Brasil está crescendo num terreno fértil. O país conta hoje com um enorme grupo de bancas de atuação nacional e cada vez mais especializadas. Dentre as especialidades está a atuação do profissional da advocacia assessorando operações de companhias que tomam lugar em mais de uma nação. O profissional que atua nesta área, além do exímio conhecimento de Direito Internacional, precisa conhecer as práticas corporativas internacionais, dentre elas o domínio efetivo da língua inglesa, especialmente o vocabulário corporativo.

Bylaws, compliance, M&A (merge and acquisition), bankrupt, overruled são apenas algumas das expressões que já são comuns no mercado jurídico. O Direito é uma ciência secular e repleta de tradições, mas conhecimento jurídico, por si só, não assegura o bom exercício da advocacia. A advocacia é dinâmica e se adapta rapidamente às demandas do cliente; sendo o cliente um grupo de empresas de atuação internacional, a prática da advocacia se modernizou, incorporou novas expressões, até mesmo alterou as estruturas e carreiras nas firmas.

Num cenário em que advogar é quase sinônimo de inovar/acompanhar inovações, exigi-se do advogado cada vez mais. Abaixo uma pequena lista de expressões que podem ser encontradas nas bylaws de grandes corporações e, por óbvio, de conhecimento obrigatório ao que almeja ascensão na carreira.

CEO (Chief Executive Officer) – Trata-se do presidente-executivo ou diretor geral de uma empresa.

CFO (Chief Financial Officer) – Diretor financeiro. Comanda as finanças da empresa e controla as metas, objetivos e orçamentos. Cuidam dos investimentos, além de supervisionar o capital da companhia.

COO (Chief Operation Officer) – Diretor operacional. Espécie de braço direito do CEO, que coordena mais de perto as rotinas de uma companhia. Dependendo da empresa, pode até carregar o título de presidente.

CMO (Chief Marketing Officer) – Diretor de marketing. Como o nome já diz, responsável por comandar as ações de marketing de uma organização.

CPO (Chief Product Officer) – Diretor de produtos. Comanda as atividades relativas aos produtos da empresa, como a concepção, o projeto e sua produção.

CTO (Chief Technology Officer) – Diretor de tecnologia. Deve comandar a área de tecnologia de uma empresa ou Pesquisa e Desenvolvimento.

CIO (Chief Information Officer) – Diretor de TI. Responsável pela área de informática de uma empresa. A diferença entre o CTO e o CIO é que o primeiro desenvolve tecnologia para vendas, enquanto o segundo cria recursos para uso interno.

CAO (Chief Accounting Officer) - Diretor de contabilidade;

CAO (Chief Academic Officer) - Diretor acadêmico, no comando de assuntos acadêmicos em uma instituição de ensino;

CBO (Chief Brand Officer) - Diretor de marca;

CBO (Chief Business Officer) - Diretor de negócios;

CCO (Chief Communications Officer) - Diretor de comunicações;

CCO (Chief Creative Officer) - Diretor criativo;

CCO (Chief Content Officer) - Diretor de conteúdo;

CDO (Chief Diversity Officer) - Diretor de diversidade. Responsável por ações de diversidade e inclusão social

CDO (Chief Design Officer) - Diretor de design;

CHRO (Chief Human Resources Officer) - Diretor de Recursos Humanos;

CLO (Chief Legal Officer) - Diretor jurídico;

CSO (Chief Science Officer) – Diretor científico. Responsável pela pesquisa e criação de novas tecnologias.

Marcadores

doutrina modelo concurso civel petição processo civil direito tributário concurso público recurso direito administrativo concurso publico tributário acordo advocacia constitucional contestação cível direito bancário direito constitucional direito penal estudar para concurso penal trabalhista aprender a advogar concurso para juiz direito civil ganhar dinheiro com advocacia impugnação ao valor da causa infração tributária modelo de petição passar em concurso promoção de livro recurso de multa CARF CTN OAB PRORELIT absolvição do réu adriano bezerra advocacia modelo direito alexandre freiras camara ação ação cautelar ação de despejo ação pauliana bem de família bitcoin civil cnj como advogar como fazer cálculo trabalhista competencia conselho nacional de justiça contrato contratos bancários crime de estupro cálculo trabalhista daniel e monique defesa dicionario juridico direito de família direito do trabalho direito empresarial direito internacional público direito municipal economia estupro no bbb exame de ordem execução fiscal fato gerador fenomenologia improbidade administrativa inflação infração de trânsito interdito proibitório isenção juizados da fazenda publica juros kant lei 12.153/09 livro jurídico livros jurídicos manutenção de posse modelo de cálculo multa ECF petição incial processo do trabalho processo penal progressividade prova da oab recuperação judicial reintegração de posse resposta do réu revisional segunda etapa segunda fase seletividade sistema financeiro nacional tipos de sentença transito trava bancária usocapião vagas vagas para advogados

  ©Jus Mundi - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo